Linha de Apoio808 200 199

Quais são os fatores de Risco?

A DoençaNúmeros da DoençaSintomas • Fatores de Risco • Rastreio Prevenção Tratamento Médico Convencional Tratamento Médico Não-convencional

 

HISTÓRICO FAMILIAR
Teve algum familiar direto com cancro colo-rectal? Se sim, sabia que aumenta a probabilidade de desenvolver a doença?

 

 IDADE
A probabilidade de ter cancro colo-rectal aumenta com a idade, sendo que 90% dos diagnósticos é acima dos 50 anos.

 

PÓLIPOS

Os pólipos são saliências que surgem no tecido da parede do cólon ou do recto. São mais frequentes em pessoas com mais de 50 anos. Detetar e remover os pólipos, reduz o risco de cancro colo-rectal.

 

ALTERAÇÕES GENÉTICAS
2% dos casos de diagnóstico de Cancro colo-rectal derivam de mutações genéticas devido a alterações do gene HPNCC e 1% do APC.

 

DOENÇAS INFLAMATÓRIAS NO INTESTINO
Pessoas com historial de doenças inflamatórias no intestino (colite ulcerosa e Doença de Crohn) possuem um risco acrescido de contrair cancro-colo-rectal.

 

OBESIDADE
Estudos clínicos provaram que a obesidade está diretamente relacionada com o cancro colo-rectal.



ESTILO DE VIDA:

- Dieta rica em gorduras, fritos, açúcar, carnes vermelhas, carnes processadas e pobre em fruta, legumes e hortaliças.

- Bebidas alcoólicas em excesso.

- Tabagismo.

- Sedentarismo.

 

Todos estes fatores aumentam o risco de vir a contrair cancro colo-rectal.

Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
´
Europacolon nos media VER TODO O ARQUIVO





Visitantes

Flag Counter